JOANA SCHENKER É PENTA MISS ACTIVO CUP COM A BÊNÇÃO DE NEPTUNO

E como se diz no areal da Costa Nova, não há quatro… sem cinco! Joana Schenker, campeã mundial em título, sagrou-se Miss Activo Cup 2018 no Campeonato Nacional de Bodyboard Feminino e alcançou o quinto título consecutivo no campeonato mais perfumado do Verão português.


Num dia em que Neptuno, deus dos mares e oceanos, decidiu mostrar que o nível do bodyboard feminino nacional é elevado, desafiando as atletas com um mar, nas palavras delas, “muito difícil”, de “ondas muito grandes” e “muita corrente”, e proporcionou uma prova de grande competição e competitividade. É que todas as atletas, das mais novinhas às mais velhas, enfrentaram o desafio de Neptuno com muita galhardia e, diga-se, grande coragem.

Prova disso, foi o derradeiro embate da prova entre Joana Schenker, a mais velha (30 anos), e Mariana Rosa, a mais nova (15 anos), na final, que contou ainda com Teresa Almeida (3ª classificada) e Teresa Padrela (4ª).

Assim que a final arrancou, a luso-germânica Schenker colocou-se na liderança, com uma onda de 6.50 pontos. No entanto, a «caçula» Mariana Rosa respondeu com uma onda excelente, a que os juízes atribuíram a nota de 9.17 pontos, assumindo a frente da classificação.

Entretanto, as dificuldades de Teresa Almeida e Teresa Padrela eram evidentes. Almeida lutou muito com o mar para conseguir alcançar o pico, ao passo que Padrela foi fazendo ondas pouco pontuadas e debatendo-se com o mar para regressar ao pico.

A classificação manteve-se durante alguns minutos até que Joana Schenker fez uma onda de 7.00 pontos, acabando com a refrega com uma onda canhão, pontuada com 9.60.

2018 podium

Ainda antes daquela que foi a melhor onda do Campeonato, tanto Schenker como Rosa foram forçadas a sair da água e reposicionar-se, tal a dificuldade em alcançar o pico após cada surfada.

No entanto, as poucas ondas surfadas na final mostraram o empenho e a coragem das atletas, com duas das ondas a receberem notas de excelência.

Aliás, nesse capítulo, o dia rendeu 70 ondas surfadas, sendo que também aqui ficou claro o duelo entre Schenker e Rosa, com a primeira a fazer a melhor onda (9.60 pontos) e a terceira melhor (8.67), enquanto a jovem de Carcavelos fez a 2ª (9.17) e a 4ª (8.33) melhor onda, fechando o top 5 Teresa Almeida, com uma de 7.50.

 

No final Joana Schenker foi coroada pelo quinto ano consecutivo Miss Activo Cup no Campeonato Nacional de Bodyboard Feminino, o que somado às duas vitórias nas etapas anteriores a coloca numa posição óptima para revalidar o título nacional… pela quinta vez. Ficam-lhe a faltar apenas 520 pontos, ou seja, um sétimo lugar numa das duas provas que ainda faltam disputar (Carcavelos e Peniche).

A vencedora alcançou um score de 16.60 pontos, Mariana Rosa somou 10.07, Teresa Almeida fez 5.00 e Teresa Padrela 4.30.

Joana Schenker

Mais um dia em grande na praia da Costa Nova, com o tempo a ajudar, apesar do ventinho que teimou em soprar com ligeira firmeza, depois de um início de manhã de calmaria total.

 
Amanhã: Surf e Slackline
 
Amanhã a Miss Activo Cup muda o chip, dá as boas-vindas ao Surf e, uma vez mais, desafia todas as jovens atletas que estejam federadas e ainda não tenham participado em qualquer etapa da Liga Meo 2018 a candidatarem-se ao convite que a organização tem para atribuir.
Para tal, e cumprindo aqueles dois requisitos, as jovens surfistas terão apenas que se inscrever, amanhã, no local de competição, na praia da Costa Nova, até às 9h30.

Recorde-se que em 2017 a grande vencedora do qualifying foi Mariana Gonçalves, de Viana do Castelo, que assim teve a oportunidade de integrar o quadro principal do Campeonato Nacional de Surf Feminino (Liga MEO) e competir com as melhores surfistas nacionais.

Entre as que estarão presentes, Carol Henrique, por ser bicampeã nacional (dois títulos conquistados na Costa Nova), assume maior destaque, mas são muitas as adversárias a quererem ofuscar qualquer protagonismo e até favoritismo.


E porque estamos em pleno Verão e são muitos os banhistas que elegem a praia de Ílhavo para passar as férias, não faltou, uma vez mais, gente a querer experimentar o deslizar nas ondas ou o equilíbrio do slackline.

Hoje foi dia de demonstração de Speedline (corrida contra-relógio na slackline), mas amanhã estreia-se a única competição exclusivamente feminina no Mundo (entre as 11h00 e as 17h00), Joana Nunes representa as cores portuguesas frente a atletas como a alemã Jojo Krugler que, para além de alguns bons resultados (em competição mista), “inventou” o Swimming Slackline (que se pratica numa fita instalada numa estrutura, slack rack, fixa em duas pranchas de Padel, ou seja, uma versão transportável do aveirense Moliline, que se pratica num Moliceiro), ou as checas Bara Kubatova e Klára Michutóva, as francesas Fanny Valentin, Sara Floumza e Marion Frances, da França, ou a também alemã Alexandra Arendt.

Slackline


Será, por certo, um momento de grande espectáculo, até avaliando pelo que tem sido nos anteriores dias com as diversas demonstrações que algumas atletas e não só têm feito no areal da Costa Nova.
 
DECLARAÇÕES DAS ATLETAS
 
JOANA SCHENKER (1º lugar/16.60 pontos) – “Em 15 anos de bodyboard nunca levei tanta porrada num campeonato. Por isso, todas as atletas estão de parabéns, não só as que estiveram na final, mas todas, porque hoje as condições estavam difíceis. Isto mostra que temos boas atletas e que o nível de bodyboard é muito bom. Estou muito contente com a vitória”.
 
MARIANA ROSA (2º lugar/10.07 pontos) – “Foi boa a prova, o mar estava muito difícil, mas aqui é sempre assim. É sempre um Campeonato bom para as raparigas porque no Verão é dos poucos sítios com ondas e boas ondas. Tenho boas perspectivas para o Nacional, depois destes dois segundos lugares. Este ano já era minha intenção lutar pelo título e tenho vindo a evoluir, o que é bom. Estou muito satisfeita com a prova que fiz aqui na Costa Nova”.
 
TERESA ALMEIDA (3º lugar/5.00 pontos) – “As condições estavam muito difíceis e senti o cansaço acumulado no ETB… Estavam ondas grandes e era preciso sorte para passar para o «outsider» e quando lá cheguei não achei nada. Parabéns à Joana, que já deve ser campeã, e agora vou lutar pelo segundo lugar no Nacional”.
 
TERESA PADRELA (4º lugar/4.30 pontos) – “Correu bem, a final foi difícil, estava muita corrente e o mar grande e não consegui encontrar-me com as ondas. Mesmo assim, vou daqui satisfeita com a minha prova”.

Fotos de ANDRÉ NETO


MISS ACTIVO CUP 2018 conta com o apoio:

CAMARA MUNICIPAL DE ILHAVO - http://www.cm-ilhavo.pt
ACTIVOBANK - https://www.activobank.pt

GLICÍNIAS PLAZA - http://www.glicinias.pt
ISABEL CASTRO CABELEIREIROS - http://www.isabelcastro.pt

LUISÓPTICA - http://luisoptica.com/pt
EKENA BAY - http://ekenabay.com
PIZZARTE - http://www.pizzarte.com
CISION - http://www.cision.pt

COZA NOVA - http://pt-br.facebook.com/pages/Padaria-e-Confeitaria-Coza-Nova/419546051504871
SUMOL - http://www.sumol.pt
PASCOAL - http://www.pascoal.pt
PIZ BUIN - http://www.pizbuin.com/pt
PRIDE BODYBOARDS - https://www.pridebodyboards.com/en/

MEGA HITS - http://megahits.sapo.pt/
BEACH CAM - http://beachcam.meo.pt/
SURFTOTAL - http://www.surftotal.com
DIÁRIO DE AVEIRO - http://www.diarioaveiro.pt/