Sara Daniela vence «Qualifying» para o quadro principal do ETB

Sara Daniela, de Vila do Conde, foi a grande vencedora da prova de qualificação para o quadro principal do Circuito Europeu de Bodyboard (ETB) da MISS ACTIVO CUP 2019, garantindo, desta forma, o «wild card» oferecido pela organização, uma vez mais a cargo da ASA – Associação de Surf de Aveiro.

Sara Daniela, de Vila do Conde, foi a grande vencedora da prova de qualificação para o quadro principal do Circuito Europeu de Bodyboard (ETB) da MISS ACTIVO CUP 2019, garantindo, desta forma, o «wild card» oferecido pela organização, uma vez mais a cargo da ASA – Associação de Surf de Aveiro.

No entanto, a Direcção da prova decidiu premiar as sete atletas que competiram no «qualifying» e ofereceu um «wild card» a cada uma delas, proporcionando-lhes assim a oportunidade de competir amanhã, na Praia da Costa Nova (Ílhavo) com as melhores atletas da Europa, um grupo que conta com três ex-campeãs mundiais.

Sara Daniela (6.63 pontos) teve que superar a forte concorrência da também vila-condense Letícia Cruzeiro, segunda classificada (6.47 pontos) e que logrou fazer o melhor resultado do «qualifying» (9.50 pontos). As duas primeiras classificadas igualaram-se no «score» da melhor onda, com 5.00 pontos, o que atesta da competitividade da disputa.

Em terceiro lugar ficou Margarida Ribeiro (5.57 pontos), de Lisboa, e no quarto posto Lúcia Faria (2.73 pontos), de Vila do Conde, atleta que não acabou a final por se ter ressentido de uma lesão num pé.

Recorde-se que esta prova de qualificação era restrita a atletas juniores, com idades entre os 10 e os 15 anos.

E se a mais velha até venceu a prova, a mais nova de todas, Sara Allen, de Árvore, de apenas 10 anos quedou-se pelo quinto posto.

No total foram surfadas 58 ondas, o que significa desde já 58 euros para a «Onda Solidária», através da qual por cada onda surfada o Activo Bank dá um euro. No final, a verba será entregue ao Lar do Divino Salvador, uma IPSS de Ílhavo que ajuda mães a quem a vida se mostrou madrasta.

De resto o dia, que climatericamente se mostrou arreliador, foi passado entre experiências de surf e o «Free Slack Day», no qual, com a ajuda dos monitores da Aveiro Slackliners, os banhistas puderam experimentar as sensações do slackline e da arte do equilíbrio.

A primeira experiência de surf da 15ª edição da MISS ACTIVO CUP foi para um grupo de utentes do CASCI, outra IPSS ilhavense que ajuda pessoas com incapacidade.

Amanhã… bem, amanhã já mesmo a sério e a pontuar. O dia primeiro de Agosto é dedicado às eliminatórias do European Tour of Bodyboard (ETB), antevendo-se, desde já, grandes momentos de bodyboard no mar. O «check in» está marcado para as 9h00.

Mas, amanhã, o Campeonato mais perfumado das praias portuguesas acolhe também a primeira competição de slackline, em concreto a de Speedline, com atletas de diversas nacionalidades presentes.

A prova de Speedline consiste na travessia cronometrada de uma fita a um metro de altura. O objectivo é fazer o tempo mais rápido entre as duas extremidades e o comprimento da cinta depende da competição, que no caso da prova da MISS ACTIVO CUP será de 20 metros. Haverá duas rondas, com duas tentativas por atleta, a primeira numa cinta com 2,5 centímetros de largura e a segunda com 5 centímetros.

Para além da vertente competitiva, continuam as experiências de surf e slackline para principiantes.